Tira as suas dúvidas

  • 01. Por que é importante para o Náutico voltar a jogar nos Aflitos?

    O Náutico tem uma ligação com os Aflitos que é difícil de explicar. Mas que se reflete também em números. Entre 2004 e 2013, a última década em que jogou no estádio, o clube teve média de 12.800 torcedores por partida. Se fosse hoje, seria a equipe pernambucana com maior média de público. Por esse motivo, nesse período o time teve, repetidamente, um desempenho excepcional como mandante, inclusive na Série A do Campeonato Brasileiro e chegando a ser o único time do Brasil a terminar o ano com uma campanha invicta jogando em casa. Também foi nos Aflitos que o clube construiu o bicampeonato pernambucano de 2001-2002 e o título de 2004.

    Desde que deixou de mandar os jogos no seu próprio estádio, o Náutico deixou de contar com esse desempenho, um dos motivos que levou o time ao rebaixamento para a Série C. E por isso há um consenso cada vez mais amplo de que o retorno aos Aflitos é fundamental para trazer o clube de volta a uma boa fase.

  • 02. Por que é necessário reformar os Aflitos?

    Ao longo dos últimos 5 anos, desde que o Náutico passou a mandar seus jogos na Arena Pernambuco, os Aflitos deixou de receber as manutenções de antes. Mas além de recuperar os danos causados pelo tempo, é preciso adequar a estrutura aos novos regulamentos, que incluem exigências técnicas que o antigo estádio não seria capaz de cumprir.

  • 03. Quem está por trás dessa campanha?

    Diante das dificuldades enfrentadas pelo clube, um amplo grupo de alvirrubros - de todos os tipos, classes e correntes - resolveu se reunir para ajudar o Náutico, através da recuperação dos Aflitos. Trata-se de uma entidade independente, sem fins lucrativos e com a finalidade específica de promover o retorno do Timbu à sua casa. Assim, qualquer pessoa pode participar. De fato, todos estão convidados a chegar junto. E uma boa forma de começar é através desse site. No link “Ajude agora” você poderá verificar diversas maneiras de ajudar.

  • 04. Como eu posso ajudar?

    Aqui mesmo nessa página você pode encontrar formas de contribuir com a campanha, no link “Ajude agora”. Existem opções para os mais diversos perfis, inclusive com benefícios exclusivos. Outra forma de ajudar, é divulgando a campanha para os amigos, nas redes sociais, grupos de Whatsapp etc. E, se você acredita que pode contribuir de alguma outra maneira, mande uma mensagem para contato@campanhavoltandopracasa.com.br.

  • 05. Quem contribui tem alguma vantagem?

    No link “Ajude agora” existem pacotes com benefícios exclusivos para quem contribui com a #VoltandoPraCasa. Além de estar ajudando o Náutico num momento fundamental, você pode receber vantagens realmente muito boas. Acesse e confira.

  • 06. Como o estádio vai ficar depois da reforma?

    Os Aflitos voltarão a ser aquele caldeirão amado pela torcida (e temido pelos adversários), sendo que ainda melhor. O estádio vai oferecer mais conforto e segurança para o torcedor, além de estar preparado para gerar mais receitas para o clube. Você pode conferir o projeto em detalhes no link “Futuro”.

  • 07. Quanto a reforma vai custar?

    As estimativas giram em torno de R$ 5 milhões. Com esse montante, será possível concluir o projeto de forma independente. Mas estão sendo consideradas todas as possibilidades capazes de facilitar a conquista do objetivo final, que é trazer o Náutico de volta para casa, como é o caso de permutas com patrocinadores.

  • 08. Não dá pra fazer algo mais simples?

    A comissão está trabalhando para levar o Náutico de volta aos Aflitos no prazo mais breve possível. Pode ser que o clube possa voltar a jogar no estádio antes mesmo de o projeto de requalificação ser inteiramente concluído. Ainda assim, a #VoltandoPraCasa está comprometida em entregar tudo foi planejado, pois sabemos que isso é o que vai permitir o Náutico consolidar uma nova fase de conquistas e sucessos.

  • 09. É possível saber como minha contribuição vai ser utilizada?

    Sim, claro! A #VoltandoPraCasa assume o compromisso de dar transparência à utilização dos recursos. Todos concordamos que isso é fundamental para que os torcedores sintam-se seguros de dar sua contribuição. Por isso, na seção “Presente” você vai poder acompanhar o andamento da arrecadação e das obras a qualquer momento, além de conferir as últimas notícias.

  • 10. Quando a obra fica pronta?

    O desejo da comissão é fazer com que o Náutico possa jogar nos Aflitos ainda no Campeonato Pernambucano de 2018. Mas, é claro, isso vai depender do ritmo das arrecadações. Por isso a sua ajuda - e a de todos os alvirrubros - é tão importante.

  • 11. Ouvi dizer que um patrocinador iria bancar a reforma, é verdade?

    Nosso objetivo é levar o Náutico de volta para casa, com o apoio da torcida. Mas precisamos estar abertos a receber todo tipo de contribuição, se ela for positiva para o clube. Até agora, foram feitos alguns acordos com patrocinadores, que já fizeram contribuições parciais. Mas só vamos descansar quando nosso objetivo estiver alcançado e, para isso, será fundamental a ajuda de cada torcedor.

  • 12. Quando o time voltar a jogar nos Aflitos, significa que a reforma estará totalmente concluída?

    Não, a primeira fase da reforma servirá apenas para que o Clube tenha condições de voltar o mando de campo para os Aflitos. A segunda fase será realizada ao longo do ano, fazendo novas implementações enquanto o Náutico já vai estar jogando no estádio.

Não achou o
que procurava?

Mande email para info@campanhavoltandopracasa.com.br

Fique por dentro das Novidades